Empresas acordam para o Twitter

SÃO PAULO – A força do Twitter como canal de comunicação direta e instantânea para as empresas e as melhores formas de aproveitá-lo deram o tom dos debates no painel Experiências Brasileiras com o Twitter.

Mediados pelo ditor da revista INFO Juliano Barreto, Marcelo Tas, jornalista e apresentador de TV, Marcelo Trípoli, CEO da iThink, Carlos Merigo, blogueiro do Brainstorm #9, Edney Souza,  diretor de operações da Polvora! Comunicação, e Gabriel Klein, diretor de criação da DW Comunicação, falaram sobre as virtudes do Twitter e como ele pode e está sendo utilizado pelas empresas.

“O Twitter é quase um Google mais eficiente”, diz  Merigo, blogueiro  do Brainstorm #9, referindo-se à função de indexação do serviço. “As empresas podem tanto pesquisar nas conversas do Twitter e monitorar o que estão falando da sua marca como criar uma conta”, complementa  Souza da Polvora! Comunicação. Ambos já utilizam o Twitter como parte da campanha de seus clientes e marcas. “Há dois anos não imaginávamos como a ferramenta seria importante”, lembra Merigo.

Klein, da  DW Comunicação, agregou às campanhas da marca de calçados Converse alguns projetos com o Twitter. Em um deles, viajou pela Europa para conferir alguns shows e sempre postava novidades sobre a viagem. “Mas, não falávamos do produto e sim de alguns pilares da marca.”

Para Souza, a principal vantagem do Twitter é o caráter instantâneo e minimalista. “Nessa era de overdose de informações, ele funciona como uma espécie de filtro”, diz. Mas, isso acaba com a qualidade do conteúdo? “Pergunte ao Millôr Fernandes, que escreve duas linhas com extrema qualidade. Para quem tem capacidade de síntese, essa é uma excelente ferramenta”, afirma Tas.

Um dos pontos altos foi a discussão sobre a campanha publicitária da Telefônica realizada no Twitter de Tas. O protagonista aproveitou a ocasião para explicar como surgiu a iniciativa, como foi feita a campanha e por que ela teve uma repercussão tão grande a ponto de parar nas páginas do The Wall Street Journal.

Fonte: Info

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.